Um conselho em cima do outro.

Esta vida é uma viagem e como dizia uma amiga muito otimista: Não pense em apenas viver e acabar bem e bonitão, mas tente se ferrar também… é bom conhecer o lado difícil… ouse falhar… e fracassar, pois a vida é isso.. pra ser vivida ao máximo! Se não passar pela derrota… como saborear a vitória?

Se eu pudesse dar um recado para os meus filhos, seria este: Não tenham medo… Arrisquem! A vida é para isso… não tenham medo de se ferrar bastante, pois depois de tudo há de valer a pena!!! Livrem-se da prisão do medo, algo muito forte em nossa família e surfem, abram negócios, criem oportunidades e se der tudo errado… comecem de novo e acima de tudo, sejam honestos e humanos, mas se defendam e se coloquem em primeiro lugar e só depois pensem em ajudar os outros, o caminho contrário é perigoso e quase sempre dá errado.

Muitas vezes eu tenho ficado irritado e até xingado bastante em várias situações desconfortáveis, mas mesmo assim… irritado, ou não… desgostoso, ou feliz, confesso não me arrepender, pois não faria nada diferente! E se Deus me der saúde para continuar, ainda vou criar muitas maluquices!!!

*Cabe aqui uma observação para os meus filhos, já que os citei: Mesmo evitando ao máximo os palavrões, pois eles não têm me dado muito apoio e nem carisma, ainda assim os busco como, pelo menos, válvula de escape… mas não aconselho começá-los.. pois são imediatamente viciantes!!!:)

E se amanhã eu xingar, ou chorar, não se incomode tanto assim, porque sei que depois de amanhã, provavelmente estarei sorrindo!!!

E para fechar este sentimento de que todos do mundo ficarão bem, segue este videozinho do Mulheres Negras, com Maurício Pereira e André Abujanra, fiho do Abujanra, de quem retirei copiosamente alguns pensamentos] É isso… Um abraço, beijo e Glub!:P:

Anúncios

10 Respostas para “Um conselho em cima do outro.

  1. Estoy muy de acuerdo, fíjate que en educación el error es necesario para aprender al igual que el conflicto entre menores. Han de aprender a resolver por ellos mismos sus primeros conflictos para poder afrontar después los que la vida adulta les va a poner en su camino.

    (Entiéndase conflicto, como problemas menores, nada relacionado con el acoso escolar, o bullying, que se escapa de las manos del menor, no está en su poder arreglar el problema él sólo, ha de pedir ayuda siempre).

    Besito

  2. Meu….. que amoooooooooooooooooooooooorrrr…
    Amei… quase não gosto de arco-íris hahahahahaha
    E as outras também ficaram incríveis..
    Nosso livro vai ser um sucesso…..
    No começo de maio sento com a Luciana e definimos algumas coisas…
    Aí vou mandando pra vc… acho que vai ter que ler antes de desenhar, né..
    Mas não conta pra ninguém hein… segredo!! (rss)

  3. Eu já medi a duda depois de uma refeição e deu isso também.
    É normal, fique tranquilo.
    E pq tá medindo uma criança que não tem diabetes??? Quem procura acha, hein….
    Desencana !

  4. Nossa como foi dificil te colocar no meu bloghall, por isso eu havia te perdido, reencontrei pelo blog da Nic.
    Me identifico muito com seus textos, sou co-diabetica (meu filho) . Estou com necessidade urgente de uma valvula de escape, mas hoje possuo mais limitações do que se fosse diabetica, afinal diabeticos não são limitados.
    Tenho oscilado muito entre mau humor e bom humor, então entendo o escreve.
    Agora não te perco mais.
    Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s