Dona Tristeza

Ela vive triste, mas não uma tristeza de chorar ou de sentir dó, mas de nem perceber. Na real, é uma tristeza difícil de se notar, pois apesar de muito profunda, também é debochada e vive mais maquiada que seu rosto. Ela resolveu deixar de lado a felicidade e vive de braços dados com a solidão. Uma solidão regada de muito sexo sem tesão e beijo sem paixão. Sua gargalhada é alta e vulgar… pode ser de dor, de ódio, de raiva, mas amor não! Nem pensar!
Se ela é feia? Não!!! É linda e nova, mas ao fazer escolhas, escolheu ser assim… magoada, dura e seca!!!
Ontem eu a vi de novo com a impressão de que seria a última vez, amarga, me disse palavras sem carinho e palavrões cabeludos! Falou de sexo, sacanagem e me despejou inúmeras desgraças, mas quando estava saindo percebi em seus olhos apenas uma menina e que se pudesse sair do personagem que ela criou, o faria sem pensar duas vezes. Perguntou se eu voltaria e que tinha medo, acenei que sim com a cabeça… ela sorriu… e eu parti!

Anúncios

2 Respostas para “Dona Tristeza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s