Rema!

Encerrando mais um ano.
Encerro como se terminasse uma luta sangrenta e em desvantagem!!!
Cansado e humilhado, assim como querem… um exemplo de brasileiro. Desconhecido, fraco… a minoria.
Será que acordarei algum dia me sentindo pleno e orgulhoso do meu caminho?
São tantos desafios e enroscos que quase não tenho tempo de sorrir e ter leveza em minhas idéias.
Semblante de lutador, de quem ainda tem muito o que lutar… assim, com o jeito de quem sabe confiar, desconfiando… sempre!

Quem arrancou meus olhos ingênuos… meu sorriso… a inocência?
Ser adulto então era isso?

Não! Você não é o culpado, nem eu… deve ser uma sombra, um espectro, voando na noite, assombrando, trazendo a realidade e tirando o sono.
Força daí, amigo… que cuido de mim daqui.
Bons perdedores são assim mesmo… nunca desistem! Como aquela propaganda que nos fizeram engolir. Lembrando que brasileiro não desiste… só não contaram os motivos!
Se parar o bicho pega! Nenhum doutor lhe esticará a mão! Os políticos passarão por cima, as indústrias farmacêuticas e seus cientistas te cuspirão na cara!!!
Não desista amigo, mas não digo com a intenção de lhe prometer um futuro melhor e nem um Reino dos Céus… seria muita pretensão!!! Apenas não desista, pois na correnteza do oceano, quem pára é levado!!! Sem dó!!! E isto eu não preciso explicar!
Como diriam os “vagabundos de praia”, para seu próprio bem: Rema! Rema porra!!!

Anúncios

6 Respostas para “Rema!

  1. Oi Marcelo

    Lendo seu post agora sabe que ainda não pensei no encerramento de 2011, ainda não fiz o meu “balanço”, passamos por tantas coisas, assim como vc e outras pessoas….
    Se me permite, eu acredito que tudo pq passamos nesta vida não é por acaso, tudo é um aprendizado.
    Talvez não encontremos explicações lógicas agora, mas tenho plena convicção de que, se estamos remando neste barco é por algum motivo próprio.
    Respeito a postura de cada pessoa, mas a minha e a que tento passar para o meus filhos, é o seguinte, se não podemos mudar algumas situações, vamos viver da melhor maneira possível e ser feliz.
    Lá no fundo todos temos essa essência, só temos que descobrir como deixá-la brilhar.
    Abraços

  2. Olá Silvia!

    Eu nunca deixei de ser feliz! Acho até que sou bem alegre e brincalhão! Porém, não me permito sorrir sobre certos temas… não quero. Não quero mostrar a menor felicidade, nem mesmo um esboço de sorriso, quando falo de certas porcarias que andam por aí!
    Não gosto de cientista, não gosto de político… odeio a indústria farmacêutica… e ponto final!
    Grande culpa da existência das doenças, fome e dores humanas são provocadas por estes indivíduos… que rolam satisfeitas nas desgraças alheias.
    Entendo e também respeito sua postura positiva diante da doença, assim como já havia dito antes, pelas várias crianças que surgiram nestes últimos anos e que precisam de carinho, apoio e inspirações. Mães como você só merecem elogios, mas não creio que todos devam aplaudir estes sádicos, manipuladores da desgraça humana. Para eles, o meu dedo do meio… bem esticado!!!

  3. Sabe Marcelo, gosto desse seu jeito direto de ser!!!!

    Eu não posso deixar de concordar, em alguns de seus pontos de vista vc tem toda razão.
    Se algumas dessas pessoas que mencionou tivesse um pouco, somente um pouco de bom senso, muitas coisas não estariam tão precárias, mas enfim esse é um assunto que ainda vai longe.
    Obrigada por respeitar tb as minhas opiniões.
    Abraços.

  4. Sempre as respeitarei!!! Sou bruto, mal educado e grosseirão, mas ainda amo as diferenças!!!;)
    Seja sempre bem vinda por aqui!!! E fale o que sente… pra mim… é ainda melhor!;)

    Até!

  5. Oi Marcelo,
    Sou portadora do diabetes tipo 1, cientista, pesquisadora da CAPES, estudante de doutorado. Não sou cientista da área da saúde, mas sim da área da fitotecnia. Não concordo em nada do que você diz a respeito dos cientistas, a maioria dos cientistas vivem de uma bolsa de doutorado (R$ 1800,00) ou de mestrado (R$ 1200,00), sem direito a férias e/ou décimo terceiro salário, a grande maioria destes cientista acordam as 6:00 e vão dormir as 1:00 ou 2:00 horas da madrugada, às vezes, nem dormem. Esta rotina é de segunda a segunda, passamos os dias em uma bancada de laboratório, e as noites diante de uma tela de computador pesquisando a respeito do nosso trabalho. Sabe qual é o maior sonho de um cientista? É ter seu trabalho publicado em uma revista internacional, ou seja, o resultado de nossas pesquisas ficam disponíveis na rede.É claro que o que falta é incentivo financeiro para estas pesquisas, é claro que tem um jogo de interesses, mas isto não é culpa dos pesquisadores. Nós, pesquisadores, não medimos esforços para atingir os nossos objetivos, damos nosso sangue, nossa vida social pelas nossas pesquisas. Eu acredito na cura, não sei se a vivenciarei, mas ela chegará.
    At
    Cristiane

  6. Cristiane!

    Sei bem o que é virar noites de trabalho!!! Não é raro me ver de madrugada para ENTREGAR um trabalho!!! Trabalho sob forte pressão, poucos aguentam esta rotina! Mas, a grande diferença é que entregamos o trabalho… Resolver, Definir. RESULTADOS!!! Esta é a diferença entre o que eu faço e o que um cientista parece fazer!!!
    Sei do que estou falando… meu pai morreu torto em uma cama. Minha mãe acabou como maluca!!! Falando sozinha!!! Deprimida! Tenho amigos que acabaram miseravelmente! Os hospitais públicos são uma vergonha!!! Milhares de pessoas na pior!!! Tratados feito bosta de gado!!! Humilhados, desprezados… à base de remédios eternos!!!
    Não acredito que vocês pensam em CURA… daquelas de verdade…. sem a necessidade de mais e mais remedinhos!!! Não, Cristiane!!! Eu não acredito em vocês!!! Suas palavras não me enganam!!! Já não acredito mais!!! Mas, fique tranquila… eu sou a minoria… um Zé Ninguém na multidão!!! Um diabético de bosta… rumo ao provável fim angustiante!!!
    Espero que um dia vocês me surpreendam… Como se isso fosse possível!!! O Capeta é mais confiável!!!

    😦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s