Encerrando meu Blog.

Obrigado aos que acompanharam meu Blog!
Estou encerrando ele por aqui.
Talvez comece outro, com outro nome, com outras intenções.
Aos Diabéticos… se cuidem, vocês nunca terão a tal da cura.
Aos amigos que conheci por aqui, valeu! Foi bom. Estou por aí, no Facebook e outros lugares, até segunda ordem.
Aos que se ofenderam, a vida é assim mesmo, nem todos conconcordam com nossas idéias e revoltas, as diferenças existem e nos fazem pensar.

Ao mundo… Adeus!

Mudar o mundo… na madrugada!

Se pudesse, você mudaria o mundo? Li na tela do meu computador.
Uma pergunta que me veio por e-mail, de uma pessoa desconhecida.
– Perguntinha difícil a esta hora da madrugada, hein? E ri da mensagem, afinal… nem sequer conhecia o cidadão que me enviara… Um tal de JC!!!
Imaginei… Jesus Cristo? José Carlos? Esta foi boa… Jesus Cristo!!!
O cara é tão falado… poderoso, uma lenda, um objetivo… abstrato demais!!! Pô!!! Ele não deve ter e-mail!!! Ri de novo daquela mensagem. Porém, fiquei incomodado.
Como imaginar algo assim? Tão inexplicavelmente físico? Jesus Cristo me mandou um e-mail… e quer saber se quero mudar o mundo?!!! Assim…. tão simples e ao alcance de minhas mãos??!!!
Pensei nas várias dificuldades humanas, nas doenças, na falta de uma referência viva. Pensei no meu país…. um caldeirão de maluquices e injustiças!!! Pensei nos políticos, nos médicos, nos cientistas, nas indústrias farmacêuticas, na conformidade das pessoas. Na fé inabalável dos mais humildes, na arrogância de quem tem o poder em suas mãos… na eterna luta do bem contra o mal, mesmo não sabendo quem é quem!!!
Imaginei na responsabilidade que tinha em mãos, caso aquele e-mail fosse mesmo real e vindo de Jesus Cristo!!! Já não ria tanto.
Diante do silêncio da madrugada, onde as perguntas e respostas parecem ficar mais profundas… tremi!!! Um leve medo bateu em mim e meu estômago pareceu sentir mais frio do que o normal. Então, falei em voz baixa: – Como responder?
Por alguns segundos imaginei o tamanho da responsabilidade que seria dar uma resposta justa e que trouxesse alegria e paz, para milhares de pessoas.
Nesta hora, com uma conseqüência de proporção mundial, a gente se sente inseguro! Vi se formar em minha mente, milhares de pessoas em condições terríveis! E, se pensar bem, nem precisava ir tão longe…. nem mesmo fora de meu país, ou estado… era passear de carro e, em menos de 15 minutos, visualizaria as piores cenas de aparentes injustiças e sofrimento. Na pobreza física e cultural… milhares de pessoas sem rumo e sem esperança!!!
Mudar o mundo? Mudar era fácil… mas como torná-lo melhor, sem que as próprias pessoas beneficiadas por esta mudança, não retornassem à mesma?
Teríamos condições de sustentar a mudança? De não tornar a estragar o possível paraíso que imaginara?
Tenho um e-mail em mãos e a possibilidade de mudar o mundo, mas ainda não consegui respondê-lo…
A madrugada é mesmo perigosa… mexe com a cabeça da gente!
De qualquer forma… se você acordar se sentindo diferente, onde o mundo ficou inexplicavelmente melhor, pense que talvez eu tenha respondido o tal do e-mail. Porém, para mantê-lo sempre igual, ou melhor… depende muito de você, assim como foi para mim.

Obrigado!

E o tempo passa… imperceptível e discretinho.
Nos seus olhos um pouquinho de mim… e um outro pouquinho de quem eu tanto amo.
Me divirto ao lembrar de suas brincadeiras, de seu amor por mim… tão saudável e revigorante.
Já nem sei quem procura quem, na busca de carinho, de um abraço… de alegria!!!
Sua presença preenche minha alma e meu rosto ilumina mais do que o seu… mas eu ainda disfarço melhor!!!rsrsrs
Voltar é tão bom… tão melhor do que partir!
Estejam sempre assim… simples e queridos!
Você, por suas descobertas, a outra pelas conquistas e aquela outra por um amor incomparável!!!
Se hoje fosse meu último dia… seria a pessoa mais feliz do mundo, não pelo fim, mas por este amor gigante e único que carrego em minha alma!!!
Obrigado!

Arrastando a vida!!!:(

Hoje, me sinto desgastado e entristecido, como se apenas esperasse o fim!
Não entendo a plenitude da vida, como se ela não pudesse ser uma realidade… um estado verdadeiro e constante.
Sinto uma tristeza incômoda e sem sentido!!!
É certo que, esta plenitude, não está em lugar distante e desconhecido, pois me parece óbvio que, assim como este sentimento pobre e gelado que me assola, minha alegria também deve vir de dentro… do mesmo lugar, assim como a vizinha desejada , a Marilyn Monroe em O Pecado Mora Ao Lado.
Como fazê-la prevalecer? Qual atitude a torna superior aos outros sentimentos menos interessantes, ou melhor, menos desejados?
Não que eu queira sempre me sentir pleno e feliz, pois sei que seria algo irreal e utópico, mas não me sai da cabeça a possibilidade de sabê-la sempre que desejasse.
Esforço em me sentir feliz e satisfeito e fujo da ansiedade, talvez uma das grandes culpadas por impedir que a alegria se faça presente, mas a vida dá um jeitinho de lembrar do quão mortal, imperfeitos e fracos somos!!!
Porque me sinto assim, tão desprezível e insignificante? Poderia citar uma lista de motivos, mas corro o risco de cair em comparações com as varias misérias humanas e ser execrado pela falta de motivos, ditos, “reais”.
É certo que existem outros, que se comparado à mim, estão muito piores e bem mais desgraçados, porém, deles, sei apenas o que meus olhos vêem e meus ouvidos escutam… na carne, mesmo, reconheço apenas a minha dor, o que de fato, agradeço por ser assim!!!
Ah! Se pudesse saber de minha alegria, trazê-la à tona e iluminar a vida dos que me rodeiam e dos que se importam. Infelizmente, não será hoje… não desta vez… não para agora!!!
Hoje, neste dia frio e cinza… me parece claro que, de mim, nada de bom surgirá!!! Mente miserável e fraca… hoje, desculpem… nada de bom surgirá!!!:(

Sem nada!

Estica sua mão e sinta! Este é o Deus que merece!
Estica sua mão para além e agradeça o que recebe, pois é, mesmo, o que merece.
Se nada sente é porque nada tem a dar! Se nada percebe, a culpa é a sua falta de jeito.
Sigo acompanhado por fora e solitário por dentro… na mesma procura… infinita procura!!!
Como me disse certo irmão: Só tem inimigos, quem procura ajudar!
De certa forma, me sinto mais feliz…
Hoje, já não tenho inimigos!!!
Hoje, já não quero ajudar…

Apenas mais um fim…

Vi seus olhos desviarem de mim! Talvez envergonhados, talvez por não poderem me ajudar!
Um olhar frio e distante, quase uma outra pessoa! Sem brilho, sem vida… parecia ter morrido primeiro do que eu!
Não me colocaram um capuz ou uma venda… exatamente como eu havia pedido… pois queria ver pela última vez… me despedir daquele lugar!
Lembrei dos dias de muita Luz e de alegria, mas não chorei… não por coragem, mas porque já não haviam lágrimas!
Lembrei de momentos de satisfação e amor… do quanto fui querido… antes de tantas bobagens… tanta crença sem sentido!
Visualizei ao longe as florestas por onde andava… onde a conheci! Éramos tão cheios de amor e de paixão!
Dois jovens! Cheios de coragem, saúde e alegria… aqueles encontros nos faziam ainda mais fortes, mesmo “proibidos”!

Quase podia sentir seu perfume de onde estava… tão linda!

Me chamam de Bruxo… Sou alguém com a responsabilidade de curar muitas pessoas, conforme meu Mestre havia me treinado e confiado.
Daqui, posso ver também os rostos de muitas das pessoas que curei e ajudei. Sim! Quase a maioria!
Hoje, algumas me jogaram pedras, me cuspiram, despejaram suas decepções sobre mim, me culpando por algo que eles imaginavam ser minha responsabilidade.
Já senti raiva, já chorei e me desesperei… o fim sempre é difícil!

Dizem que sofri também em vidas passadas!
Um amigo disse que os padrões se repetem… será que era a isto que se referia? Estava condenado a ser sempre assim? Ou será que ele havia me condenado a ser sempre o mesmo… fosse qual fosse meu esforço por ser melhor?!!!

Ela se virou antes que meu chão sumisse… antes que o ar me faltasse…
As pessoas estavam impacientes, eufóricas. Uns por me quererem bem demais, outras por me odiarem.
Sentia medo… é verdade, mas também sentia alivio… chega de tanta agonia e de tanta farsa!
Não era mais responsável por ninguém… uma Luz se apagava ali e se acendia em outro lugar…
Foi o que me pareceu… apenas uma passagem!
Estranhamente não sinto bronca de ninguém e nem quero vingança… apenas acabou!

Uma bela comédia!

– Olha! Começou a falar todo empolgado – Um movimento… um pequeno e aparente ato inocente e eu já vi algumas histórias mudarem completamente! Disse-me com sua cara bolachuda e engraçada! Sempre de bem com o mundo!
Começou a apontar algumas figuras que passavam por ali, deixando claro que sabia da vida de todos daquela praça onde estávamos.
Então, ergueu seus dedos rechonchudos e avermelhados, graças ao corante da pipoca doce que comia barulhentamente… e os estalou, fazendo com que o tempo parasse… congelasse! Depois daquele ato impressionante, em que todos daquela praça ficaram parados no mesmo lugar, com uma cara de boneco de cera, ele ergueu-se do banco onde estávamos com uma habilidade e rapidez impressionantes para o seu tamanho. Ele era um homem com um pouco mais de 200kg e altura acima dos 2 metros… passava entre as pessoas congeladas, cutucando-as e fazendo caretas, todo orgulhoso de si. Tinha um belo e chacoalhante sorriso, que só os muito obesos possuem, como se quisesse provar para mim que havia mesmo parado o tempo e que por isto, queria minha aprovação, assim… parecendo um garoto exibido. Mas, como percebeu que eu já não prestava mais atenção nele, pois estava impressionado com o que via, enquanto verificava distraído aquele cenário improvável… deu uma pigarreada, como se tivesse alguma pipoca enroscada em sua garganta, se vestiu em seu personagem de pessoa séria e começou a me explicar:
– A vida é mesmo maluca! Não é mesmo? As vezes acontecem coisas tão desapercebidas, mas que em segundos a transforma completamente! Falou esquecendo mais uma vez de sua seriedade, enquanto enfiava mais uma considerável porção de pipocas na boca: – Por exemplo! Continuou sua explanação com a boca lotada de pipocas – Aquele rapaz de terno e gravata logo ali. Ele nem imagina que vai conhecer a mulher da vida dele, daqui a mais ou menos… cinco passos!!! Aquele senhor do outro lado da praça está prestes a receber um telefonema de sua filha! Ele acaba de se tornar avô! E ele vai ser um ótimo avô! Mesmo que por pouco tempo!!! Parou para refletir sobre o assunto, como se visse algo além… e depois… prosseguiu: – Aquele menino na balança vai ter ódio de andar descalço na grama para o resto da vida dele, pois vai pisar em uma lesma nojentíssima!!! Falou da lesma, enquanto mudava de expressão, para dar uma gostosa risada, como se fosse a melhor piada que já fizera!
– Aquela menininha vai sonhar em ter cachorros grandes para sempre, porque aquele cachorrão ali, você está vendo? Com aquele rapaz olhando as nádegas daquela mulher! Riu mais um pouco, respirou fundo e justificou: Distraído como está, diga-se de passagem por um belo motivo, referindo-se à moça das nádegas grandes! – Vai deixá-lo escapar e o cachorrão vai direto para a menininha. Então, eles vão brincar muito e como este vai ser um dos melhores dias neste parque para ela, vai relacionar ao cachorro, por isso, vai procurar um igual a este por muito tempo. Creio, que ela terá um cão parecido como este, apenas com uns quarenta e poucos anos!!! Disse pensativo, entre uma pipoca e outra.
– Sei que você não pode ver o que vejo e nem saber o que sei, mas há também situações interessantíssimas por aqui! Por exemplo, vê aquele menininho ali, todo cagado de lama? Vai ser o futuro presidente do país!!! Bom, pelo menos ele está bem acostumado com a sujeira! E riu me cutucando com o cotovelo!
– Aqueles dois rapazes vão ter uma briga feia no futuro, por causa de uma menina que mora naquela casa ali, mas o que eles nem imaginam, é que ela odeia homens!!! Ela vai se juntar com outra mulher, que vai conhecer em uma viagem pelo litoral!!! Seu bom humor e a maneira como me contava as coisas, me faziam rir quase o tempo inteiro, o que me fez pensar bastante, como o ser humano era mesmo estranho, afinal, visto pelo ângulo do gigante, tudo era mesmo muito cômico, ou melhor, mais engraçado do que trágico!
– Tudo é mesmo uma comédia!!! Deixei escapar meu pensamento em voz alta. O gigante parou de falar, me esboçou um sorriso compreensivo, mas sem exageros desta vez, talvez querendo ser respeitoso aos meus sentimentos tão humanos. Me ofereceu pipoca como se quisesse me consolar, depois disse antes de desaparecer e deixar as coisas voltarem ao normal: – Creio que você captou a mensagem!!!
Logo depois que sumiu, vi o rapaz tropeçar em uma moça muito bonita e parar para conversar com ela. O velho recebeu uma ligação, a moça lésbica saiu de sua casa, sob os olhares atentos dos dois rapazes…
Pensativo, mas bastante tranqüilo, chutei uma bola para o futuro Presidente da República enlameado e fui embora assoviando, pois no fundo… a vida é mesmo uma comédia!!!rsrsrs